RESULTADO: Fonte de reconhecimento e valorização profissional

Realmente o resultado é nada mais, nada menos do que o principal protagonista na história da valorização e do reconhecimento, sem ele não dá para medir a necessidade de premiação, é necessário que o colaborador esteja de fato engajado com os resultados, começando diretamente pelas suas atribuições, área de atuação até o impacto final como resultados da empresa, é extremamente necessário o engajamento, o compromisso, ser conceitualizado e acima de tudo ter atitudes exemplares. Considerando ainda como fonte essencialmente necessária a ser medido, a qualidade que também é outro vilão empregada nesses procedimentos, tudo isso deve ser visível aos olhos da gestão direta, companheiros de equipe e até mesmo dos demais níveis hierárquicos ligados ao mesmo processo.

Reconhecer e valorizar é uma necessidade, as empresas precisam melhorar sensivelmente sua gestão em todo processo, com foco nos recursos humanos empregados, não somente na produtividade, mas saber que o reconhecimento e a valorização são sinônimos de motivação e é um requisito imprescindível que nunca deve faltar para uma ótima gestão participativa, é claro que qualquer ação nesse sentido está atrelada ao planejamento e políticas claramente definidas que podem suportar com segurança as decisões tomadas. Empresas com missão e visão de futuro, tende a cada vez mais profissionalizar seus recursos, com o emprego de ferramentas e políticas fortes que sustentam as tomadas de decisões, regras claras e assertivas que possibilitam aos gestores orientações necessárias, espontânea e livre para desenvolver sua equipe, motivando-as e orientando-as para os resultados com a possibilidade de melhores conquistas na carreira profissional estabelecida e com possibilidades de melhores salários.

Estabelecer regras é fácil, o difícil é coloca-las em prática e suporta-las ao longo do tempo, é necessário o comprometimento de todo corpo diretivo e gestores em aceita-las e coloca-las em prática, sair do papel meramente ilustrativo. É necessário deixar os colaboradores conhecer os procedimentos que os levam a galgar melhores cargos e salários, isso somente fortalece as relações do trabalho, motiva, fideliza e valoriza. As empresas precisam estarem abertas a negociações, é um processo de negociação, onde o colaborador busca melhorar os indicadores de resultados da organização e em contrapartida quer ser reconhecido e valorizado, é um processo ganha-ganha, se não criar novos estímulos e ficar somente “já pago um salário para desenvolver com responsabilidade suas tarefas”, isso é claro e óbvio, mas com o passar do tempo vai perdendo forças e começa então as cobranças e comparações, gerando assim as insatisfações, desmotivações e a busca por melhores postos de trabalho na concorrência, vai enfraquecendo o compromisso meramente assumido, o ser humano é movido por desafios que geram motivações e satisfações, o que gentilmente vai retribuir o reconhecimento de forma sustentável.

Profissionais reconhecidos como talentos somente ficam satisfeitos quando conseguem ver alternativas de crescimento, através de um plano de carreiras bem-sucedido e claramente demonstrado. O mercado está de olho nesse profissional que pode leva-lo no menor vacilo, fidelidade somente existe se haver motivação, isso é fato em qualquer circunstância da vida.

O fortalecimento nas relações do trabalho estimula os colaboradores para melhores resultados. Empresas com visão estratégica, que emprega cada vez mais recursos que garantam as tomadas de decisões com segurança e investem cada vez mais no capital humano como fonte essencial para a prosperidade e competitividade, consegue fidelizar e estabelecer um posicionamento eficiente no ranking de melhores empresas para se trabalhar.

www.remunera-acao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *