“Reconhecer os talentos é garantir a preservação da espécie”

Constantemente deparamos com empresas perdendo grandes talentos para o mercado, pude presenciar isso recentemente, e o que demonstrou claramente foi a falta de planejamento, liderança, e a presença de constantes conflitos, tudo isso contrariou as teorias da motivação. Momentos de crise tire o “S” e CRIE”, seja audacioso, mostre para a concorrência que sua empresa é de ponta não somente nos resultados, mas na gestão participativa, com o objetivo de melhorar os indicadores de resultados e a qualidade de vida dos colaboradores.

Deixar chegar no gargalo para decidir a vida de um profissional que está engajado com os resultados é extremamente falta de competência, embora sabendo dos conflitos numa decisão de manter ou não esse talento é melhor correr o risco e mantê-lo, mesmo sabendo que isso pode influenciar diretamente em mudanças estratégicas e também mexer com os estímulos dos demais membros da equipe.
A falta de análise e o comprometimento da gestão em garantir o equilíbrio interno, com a constante vigilância em relação as atitudes de seus colaboradores, não fazer o reconhecimento para garantir a preservação da espécie, pode custar caro. Temos que saber separar o Trigo do Joio, temos muitos joios e poucos trigos, não adianta implementar ferramentas de gestão se não as colocar em prática, somente para divulgar para a mídia que provem de planos de carreiras e/ou que implantou determinadas ferramentas de gestão?, divulgação somente para garantir a imagem e não colocar em prática é um grande risco, pois gera desmotivação, insegurança e descrédito, isso sim traz retornos negativos, até onde sabemos as ferramentas de gestão são para garantir a motivação e a segurança em tomadas de decisões assertivas, com o objetivo de impactar diretamente nos resultados financeiros da empresa.
Não podemos esperar o colaborador fazer pressão para ser reconhecido e assim conseguir se movimentar na estrutura de cargos e salários, o desejo de crescer é de todos, mas quem faz a diferença são poucos, por isso é necessário fazer uma gestão participativa para identificar essas diferenças, se isso não acontecer, pode ser tarde. Vocês não sabem os transtornos que geram a perda daqueles que fazem a diferença, e o pior, principalmente quando é para a concorrência, a repercussão negativa que isso se espalha pela empresa, o conflito por parte da gestão em dar continuidade na qualidade dos serviços, a preocupação de repor essa vaga com um novo profissional que talvez não irá dar o retorno imediato e o esperado como já vinha acontecendo. Aí vem novas propostas para segurar o “talento perdido”, porque esse dificilmente ficará mesmo se a oferta for superior ao oferecido pelo mercado, pois já caiu em descrédito, foi pela pressão e não pelo reconhecimento espontâneo como deveria ser. O custo de uma demissão, de uma nova contratação, treinamentos mais o desgaste de superação, não superam o insignificante investimento que as empresas devem fazer em ferramentas de gestão e sua aplicabilidade.
A Motivação transforma Conceitos em Atitudes reais, aposte nisso e Aumente a Competitividade de sua Empresa. Acesse www.remunera-acao.com.br e/ou faça contato pelo e-mail [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *